Notícia postada em 22/08/2014
Merchandising Visual
O merchandising visual é uma importante ferramenta para atrair clientes no ponto de vendas
Enviado pelo Sebrae de Marília
Fique sabendo !
Imprimir  
 

O merchandising visual é uma importante ferramenta para atrair clientes no ponto de venda. Valoriza a comunicação visual e o posicionamento da loja estimulando a compra. É composto por seis elementos que se complementam, formando uma imagem diferenciada perante a concorrência, são eles: imagem, layout, apresentação das mercadorias, sinalização, cenários e eventos.

1. Imagem: relaciona-se ao nome e logotipo, placa, atratividade da fachada, cuidados com a vitrine, sonorização, aromatização, cores e iluminação.

2. Layout: relaciona-se à disposição das paredes, gôndolas, prateleiras, provadores, caixa, etc.

3. Apresentação das mercadorias: compreende o posicionamento dos produtos, arranjos em prateleiras, exposições bem elaboradas e apresentação dos produtos de forma atrativa.

4. Sinalização: trabalha a consistência e harmonia visual em placas e cartazes de sinalização, utilizando materiais semelhantes e cores compatíveis.

5. Cenários: a elaboração de cenários tem a função de cativar, divertir e estimular os sentidos dos clientes, definindo temas: dias das mães, lançamento de coleção, etc.

6. Eventos: podem durar uma semana ou mais, precisam gerar envolvimento e entreter o cliente, sempre valorizando os produtos e serviços oferecidos no ponto de venda.

O merchandising interfere no aumento das vendas se tivermos em mente que mais da metade das decisões de compra acontecem precisamente frente às prateleiras. Os produtos bem posicionados devem ser capazes de chamar atenção dos clientes levando-os a agir, ou seja, a comprar o produto.
Antigamente, os produtos se vendiam atrás do balcão e o vendedor os alcançava para os clientes. Pouco a pouco, os produtos foram colocados na frente do consumidor e ao seu alcance. Aí se inicia o ciclo onde os produtos quase por si só atraem o consumidor através do seu aspecto, benefícios e características.

As lojas de uma maneira geral devem criar ações que contribuem para a dinamização dos pontos de venda, ao gerar tráfego nas lojas, mostrando os preços, dando destaque aos produtos com desconto, acrescentando mais valor aos produtos oferecendo algum tipo de brinde. Por exemplo, um cliente entra em uma farmácia para comprar um medicamento, se os outros produtos estiverem bem posicionados e de forma que chame atenção aumentará a chance da compra por impulso. Um dos principais passos que coordena a atividade de merchandising é conhecer bem o seu consumidor, como irá comunicar seus produtos e qual produto se destina a ele, criar desejos de compra, além de ter uma equipe de vendas bem treinada.
O consumidor leva em conta alguns fatores na hora de escolher uma loja, supermercado, farmácia, padaria, etc. Primeiro busca a proximidade e depois o bom atendimento dos funcionários. Na sequência vem os pontos relacionados ao mix de produtos e ao ambiente da loja com variedade de produtos, a qualidade na apresentação dos produtos, a ambiente e a correta sinalização, o tempo de espera e os serviços prestados pelas empresas.

Em relação às fachadas, é muito importante que o nome seja claro e visível, e o nome esteja vinculado ao que se vende. A vitrine é tão importante quanto à fachada, como um cartão de visita, é fundamental na atração de consumidores e deve sempre ser modificada, deve ser bem limpa e iluminada, sempre agregando valor para o negócio.

Portanto, o estabelecimento ideal é aquele que proporciona ao consumidor o máximo de facilidades e comodidade para adquirir produtos. Deve-se observar alguns pontos, como rever semanalmente todo o merchandising, sendo que cada estabelecimento deve criar sua própria estratégia e nomear um responsável para esta prática.
Luciana Lessa.


 
 
Serviços do Domínio Empreendedor
 
 
 
Nome:
Cidade:
Comentários: